domingo, 23 de março de 2008

Análise Filmes: Eu sou a Lenda (I am Legend - 2007)



Título brasileiro: Eu sou a Lenda
Original: I am legend
Ano: 2007
Gênero: Ficção científica
Site Oficial: http://iamlegend.warnerbros.com/
Site do IMDB: http://www.imdb.com/title/tt0480249/
Nota do IMDB: 7.2/10 (80.000+ votos)

Bom, vou começar reestreando o blog falando de um filme atual e causou muita repercussão (tá escrito certo isso? Ah foda-se. Não estou nem um pouco afim de abrir o word pra verificar) não só aqui nos states como no meu querido Brasil.

Em primeira mão, quero dizer que essa imagem acima foi copiada descaradamente do PSPenguin e quem postou o filme não fui eu (se fosse eu, seria copiado, mas não descaradamente) e sim o Agudo. Bem, valeu Agudo e chega de conversa.

Parece que Will Smith finalmente aprendeu a fazer filmes razoáveis. Eu gostei até de Bad Boys e Bad Boys II, mas isso foi na minha adolescência fedida que eu gostava de LINDSAY LOHAN! Creio que minha opinião não vale mais porra nenhuma.

E pra piorar eu gostava daquele seriado RIDICULO que ele fazia e passava sempre na SBT no horário de almoço! Meu professor de geografia costumava dizer que o que achamos hoje legal, no futuro acharíamos idiota. Concordo, só não achava que seria uma mudança tão radical e em tão pouco tempo.

Mas voltando ao filme: ele começa já com tudo destruído e acabado (a cidade e não ele). E qual o local escolhido? NOVA YORK! Incrível como eles forão tão criativos! Nova York já foi destruída pela milionésima vez? Até mais se duvidar. Clichê? Imagina!



O caso é que Nova York não foi bem... destruída. Ela sofreu uns ataques como a ponte principal (não sei o nome e nem estou afim de pesquisar) foi destruída e complicou a chegada de novas pessoas na cidade. O que realmente aconteceu não foi uma guerra e sim uma epidemia. Uma doença fatal que apareceu do nada, matando teoricamente o mundo todo.

Peraê, o mundo todo? Bem, é isso que o CARTAZ passa, é isso que o TRAILER passa, é isso que TUDO relacionado ao filme passa, que ele é o ÚNICO SORTUDO entre 6 e tantas bilhões de pessoas no mundo todo a SOBREVIVER a doença. What the hell is that? O cara tem uma característica única entre TODOS seres humanos?

Mas aí fui assistir o filme e descobri que ele e mais 12 milhões de pessoas sobreviveram. Gostei! Uma melhor explicação! Mas, afinal POR QUE ISSO AQUI:



Eu li bem? "THE LAST MAN ON EARTH"???

Com meu inglês intermediário traduzo isso para: "O último homem na terra". Será que eles queriam dizer que o Earth se refere a uma região e não ao planeta? Com isso estaria certo, mas... o que custa botar "O último homem em Nova York" ou o "O último homem nas redondezas?".

Mas não! "Vamos complicar a coisa e colocar "na terra", afinal assim não estamos enganando nossos espectadores. A terra pode significar qualquer coisa e depois eles terão uma surpresa no meio do filme quando descobrirem que a terra significa apenas a região e não o planeta. Legal, não?"

NÃO! NÃO É!

Por que enganar os espectadores com uma BESTEIRA como essa? Você vê o filme achando que ele é o último pedaço de merda humano que sobrou e de repente aparece uma brasileira bonitinha salvando a vida dele. Sim! Brasileira! É legal ver um(a) brasileiro(a) em filmes americanos, apesar de tudo.

Mas enfim, você é enganado o FILME INTEIRO achando que ele literalmente irá se fuder a qualquer momento, inclusive torcendo pra isso e de repente aparece uma mulher e salva ele. Você fica com aquela cara de: "Que porra é essa? Fui enganado? Ele não era o último homem na terra?". Bem, troféu pinóquio para os criadores desse filme.

Mas aí você pensa em outras alternativas, como por exemplo: "mas esse era o pensamento dele." E se eu dissesse a você que QUEM falou essas informações que 0.2% (12 milhões de pessoas) do mundo ainda estava vivo foi o próprio Will Smith e que ele queria se isolar do mundo?

Sim. Essa frase não é pensamento de ninguém do filme, nem do Will Smith, nem da brasileira, nem dos infectados, de ninguém além dos CRIADORES. Eles acharam LEGAL enganar você o FILME INTEIRO achando que só ia passar a vida monótona de Robert Neville (o nome de sua personagem no filme) do início ao fim. Enganar é legal? Quero ver se esses bastardos malditos gostariam de ser enganados.

Mas chega de discussão sobre a frase enganadora do cartaz e me agradeça se ainda não viu o filme. Não irá ficar tão surpreso quando for mais um dos enganados. Desculpe por ter que revelar partes do filme, mas ENGANAR dessa forma é um absurdo!

Sobre o filme em geral: é legal sim! Achei legal a idéia de já começar no meio da estória e explicar o que aconteceu em Flashbacks, pelo menos isso é menos clichê do que contar parte por parte.



Outra coisa que achei até surpreendente (ISSO é surpreendente e não a maldita frase enganadora do cartaz) é que Robert Neville não é mais um dos "Neos" ou "Chucks Norris" que costumam aparecer em muitos filmes. Você acha que por ele ser o único sobrevivente DA TERRA (tá, não comentarei mais) ele é fortão e fodão. Ao decorrer do filme você descobre que isso NÃO é verdade, pelo contrário: ele é até mais medroso do que muitas pessoas que conheço na vida real.

É aí que está uma das mágicas do filme: você se identificar com uma das personagens. Ele é um ser humano normal, sente medo, agonia, solidão... ele conversa com sua cadela como se ela fosse uma pessoa normal. Isso é um dos piores sentimentos de solidão. Não só a cadela, já que ela entende algumas coisas, mas com manequins que ele mesmo arrumou em uma loja de vídeos (ele é um ser humano normal e também merece ver filmes.).

Você também se emociona e torce até pelo contrário do que citei acima em várias partes do filme. Hoje só vejo isso em um ou outro filme. Considero tudo isso uma grande característica positiva.

O filme explicar cada detalhe do que aconteceu é muito bom, também. Nada de ficar em dúvidas ou coisas complicadas (tirando a PORRA da frase do cartaz, é claro) e o final também é interessante.

Sim, quero falar umas coisas sobre esse final também.

O final do filme é excepcional, combina com o título, detalhes bem trabalhados e apesar de não ser algo tão inesperado, você se emociona e se sente satisfeito.

Mas veja bem o que eu disse: o final do FILME.



O final do livro... sim! Livro! Esqueci de falar que esse filme é baseado em um livro de mesmo nome: "I am Legend". O livro é legal sim, mas parece que hollywood deu uns retoques e atualizou com a nossa época. FELIZMENTE os retoques foram sim bons, diferente de muitas merdas que vemos ultimamente.

O livro teve dois filmes antes do remake I am Legend. Um chamado THE LAST MAN ON EARTH de 1964 (é sacanagem né?) e um chamado Omega Man (What the fuck?) de 1971. Não assisti nenhum dos dois e pelo pouco que li, quero distância. Descobri também que o outro filme usa a mesma frase ESTÚPIDA e ENGANADORA:




Come on! Dava pra fazer melhor que isso! Então a culpa continua sendo dos não só dos criadores desse filme como dos criadores dos antigos! Repare que Omega Man é ainda pior porque bota: The Last Man Alive. Quer dizer, esse não foi apenas para confundir, foi para ENGANAR mesmo! Malditos seres enganadores e sem criatividade.

Mas sobre o FINAL DO LIVRO... ele saiu um pouco depois do lançamento do DVD do I am Legend. Sobre ele...

MAS QUE MERDA MALDITA ESSE ESCRITOR PENSOU? QUE PORCARIA DE FIM FOI AQUELE? FOI ÓTIMO TEREM MUDADO O FIM NO FILME, PORQUE SE FICASSE AQUELE EU IA QUEBRAR A MERDA DO PSP E DEPOIS ENTRAR EM DEPRESSÃO PELO RESTO DA MINHA VIDA FÚTIL!

Pronto. Desabafei.

Mas não menti em nenhum ponto. O final do livro é simplesmente RIDÍCULO. Será que o escritor queria lançar a obra rapidamente, caprichou na estória e escreveu o fim depois de beber 12 latas de cerveja, cheirar cocaína e beber um chá de fita? Vamos lá! Dava pra escrever melhor que aquilo! Eu com 10 anos escreveria um final MELHOR que aquele.

Será que foi isso que fez Stephen King escrever o final daquele excelente livro e com final péssimo, "Celular"?

Mas isso já é outra história e esse blog não é sobre livros (a não ser que sejam filmes baseados em livros).

Se quer ver no seu PSP o filme e mais a bosta do final original do livro, só clicar no link abaixo:


Estrelinhas copiadas e editadas descaradamente do IMDB

Até a próxima =]

Igor

9 comentários:

AGUDO disse...

FRESH PRINCE ROX!

Anonymous disse...

lol!!!Fresh Prince eh o cara!! Engracado como ocara cresceu na carrera dele e se tornou, tipo, um sucessor de denzel. Assim como aquela merda do Marky mark se tornou no bom ator que hoje!!
Otimo review, mas nao avisou que vinha "spoilers"!!Nem importa pq provavelmente que todo o mundo ja assistiu o filme mesmo. Concordo com a nota, filme bom mas nao otimo.
Agora, vc parecia um pouco revoltado...Tu nao ta tomando o cha de fitas tb nao?
Sugestao pro seu proximo review: INTO THE WILD, sugiro que digite o nome do cara que o filme foi baseado na wykpedia, pq talvez sua opniao mude em relacao ao filme.

o>
nevabowdown

Anonymous disse...

ah eh, e tente botar la no site do pspenguins o filme pro psp.

o>

Aoyiz disse...

Mas qual o final do livro?
Hahahahha Gostei do Blog cara.

Calleb disse...

Eu gosto muito dos filmes do Will Smith.. e ADORO o seriado The Fresh Prince of Bel-Air.
Esse filme foi legal, assisti junto com minha família no cinema, e todo mundo ficou chocado ao saber que Sam é um diminutivo para Samantha! Essa foi, pela cara e comentários pós-filme dos meus parentes, foi uma das grandes revelações que ocorreu no filme.. ueheuaheuhaeuhe

Mas, gostei do filme e não gostei tanto assim do final alternativo.
E qual é, que brasileira é essa que nunca ouviu falar de Bob Marley? Acho que todo mundo conhece ele e ela não sabia o_O

Bom, é isso..

Abraços! o/

Prosinecki disse...

Eu gostei desse filme, mas o que mais me surpreendia era o povo falar "eu não vou ver essa merda não porque é só mais um clone de resident evil", sem saber que essa porra já havia sido criada a 136216724 anos atras, outra coisa legal são as cenas de suspense em que "uil ismifi" quase caga de medo naqueles lugares escuros, ouvi muito viadinho se entregando no cinema com gritinhos, e o final também, que quase como todo filme desse genero acaba daquela forma, praticamente com um gostinho de quero mais (leia-se: saber que porra acontece depois).

Marcus Teixeira [infyniti] disse...

Bom como não tive a oportunidade de terminar de ver o filme por questoes digamos fisicas mas o poco que vi também gostei mto do filme concordo plenamente que a parte aonde os diretores enganam o publico é a maior putaria huahuahu bando de ... mesmo. Deixando o filme um poco do lado parabens ph ta inu pelo caminho certooo só procure ter um poco mais de interesse em procurar pelo menos o nome da ponte de NY seria um boa =P só pra citar um exemplo...fka pareceno descaso com o filme

Bokushi disse...

So pra ajudar a tornar claro:

O segundo filme, aquele dos anos 70`s:

The Omega Man

Omega é a última letra do alfabeto Grego. Com isso o autor do segundo filme queria reforçar que o Charlton Heston era o ultimo homem (The Omega Man... Omega,,, Último... Sacou?)

Vi o filme recentemente e gostei muito tambem. Gostei dos outros e do livro e enendo as variantes como uma evolução. Aliás o fim do The Omega MAn aproxima-se mais do filme do Will Smith do que do livro ou do primeiro filme. Abs..

Igor PhOeNiX_H disse...

Curioso é ver como 4 anos é tanto tempo assim mesmo. eahaeuhaeue. Acho essa forma de escrita totalmente forçada. Parece até que tá tudo lento e todos dormindo e resolvo fazer uma piada sem graça para chamar a atenção.

Bokushi, eu saquei. Talvez até assista esse filme mais em breve e verei se é bonzinho mesmo.

Mas, btw... continuo gostando desse filme não sendo muito fã de Fresh Prince :B