quinta-feira, 25 de junho de 2009

Análise Mangas: Rosario+Vampire Volume 1 (Capítulos 1-4)


Um belo dia desses do verão daqui, eu estava passeando com meu primo por um desses shoppings de interior. A diferença daqui pro Brasil, é que no interior daqui tem lojas gigantes, fast foods famosos (como Burger King e McDonalds), Hiper Wal-marts e shoppings que se fossem construídos até mesmo em metrópoles gigantes como São Paulo seriam grandes.

Chegando lá, encontrei um stand que tinha sample de mangás. Sample é... porra... ainda bem que to voltando pro Brasil na semana que vem, porque já to esquecendo a maldita língua.

Sample é...

...

...OK, digamos que é um modelo de histórias. Traz partes de 6 mangás diferentes, os 6 são:

-Cowa!
-Dragon Ball
-Rosario+Vampire
-Slam Dunk
-Nora: The Last Chronicle of Devildom
-Gun Blaze West

Como era de graça, é claro que não recusei a pegar.

De todos esses eu só conhecia Dragon Ball mesmo (também quem não conhece DB né...).

Nunca fui muito fã de mangás. Na verdade eu mesmo nem fazia questão de ler. Ver One Piece com 500 e tantos episódios, Naruto com 300 e tanto, Bleach com 300 e tanto também... é muita força de vontade pra ler do início.

Mas bem... o sample era de graça, então não custava nada ler na cagada. Seria um bom substituto pro PSP.

Eu falaria sobre todos, mas como a análise é ao R+V, vamos adiantar. E eu já li toda a série do Cowa!, mesmo achando que era o mais rídiculo dos 6. A razão é que era pequeno, tem só 14 capitulos com 15 paginas cada. Depois eu penso em falar sobre ele.

Quanto ao R+V, eu já comecei gostando da arte do autor. O autor é...

**Pegando o sample**

Flash revelador de sujeiras no seu notebook

Akihisa Ikeda! Nunca vi mais gordo, mas gostei muito dos traços. O único problema que vi é que as caras dos personagens pouco se diferenciam. Como tudo é japonês, então ele retratou muito bem.

Mas, CAHAM. Eu poderia definir a sinopse de R+V em:

"Tsukune Aono é um garoto comum e normal que não se diferencia em absolutamente nada quanto as outras pessoas. Não tem hobbies, não tem nenhuma habilidade especial e é razoável em todas as materias. Justamente por não ter nada especial, ele não consegue ingressar em nenhuma escola de ensino médio (presumo eu que pra ingressar em um colégio E.M. no japão é que nem o vestibular brasileiro). Seu pai encontra a solução em um folheto que um monge com uma cara estranha deixa cair no chão. No folheto diz que para entrar na Academia Youkai não é necessário fazer nenhum tipo de exame.

Claro que Tsukune tem 2 alternativas: ou fica apenas com o Ensino Fundamental ou vai para essa escola.

O que ele não sabia é que a Academia Youkai não é uma escola normal.

Logo no caminho para tal academia, o motorista solta ameaças como que ele "nunca mais verá ninguém de novo" e quando é deixado na escola, parece estar em outra dimensão. A escola mais parece construção de filme de terror.

Logo ele pensa em sair de lá, mas um imprevisto não permite que isso aconteça... ao menos não instantaneamente."

Parece ser bobinho e sem muito futuro, mas já foi pior. Quem leu o protótipo, que não é nada mais do que seria a história antes da versão final, (falarei sobre ele em posts futuros) poderá confirmar isso. Posso falar de início que ele é bem cômico. As caretas dos personagens são bem trabalhadas e variadas (diferente das caras "originais"). A história também é bem contada e tem pontos criativos.

Bom, já que tem uma idéia, se não leu é fácil de achar na internet em PT-BR e EN, traduzido diretamente do japonês (ainda tem Kanjis no meio, mas os textos principais estão feitos). Independente disso, segue um aviso:

ESSE POST FALARÁ SOBRE O VOLUME 1 DO MANGÁ QUE AGREGA OS 4 PRIMEIROS CAPÍTULOS, POR ISSO PODE FALAR PARTES E CENAS ISOLADAS DA HISTÓRIA, O QUE É CONSIDERADO "SPOILER". SE DETESTA SPOILER NO FUNDO DE SUA ALMA, RECOMENDO QUE LEIA O VOLUME 1 DE ROSARIO+VAMPIRE ANTES DE LER O RESTO DESTE POST. GRATO E OBRIGADO.

Let's begin:

CAPÍTULO 1 - A VAMPIRA ESCOLAR (THE SCHOOL VAMPIRE)
TRADUZIDO EXTRA OFICIALMENTE PARA: A ACADEMIA YOUKAI


1/4 desse capítulo está presente no sample de mangá que eu peguei no "xopis".

É o início de tudo. Relata tudo que está na sinopse acima e mais um pouco (bem mais).

Nesse capítulo aparece Moka Akashiya, uma das personagens principais de R+V (inclusive o nome do manga é justamente sobre ela). Quanto a ela posso dizer o mesmo que Tsukune quando viu pela primeira vez: "liiiiiindaaaaaaa!".

Mão boba. Tenho que admitir que já fiz algo parecido.

O capítulo retrata os dois primeiros dias na academia youkai que ele logo descobre que é uma academia de monstros e que qualquer tipo de humano seria exterminado se tentasse chegar perto da academia. A unica razão de todos se parecerem com humanos é que as leis da escola obrigam todos os monstros a ficarem em suas formas humanas como base de aprendizado.

Pode-se dizer que Tsukune é um grande sortudo por conseguir o feito de entrar na academia e também pela mesma obrigar a todos os estudantes a ficarem com suas formas humanas.

Justamente pela primeira pessoa que Tsukune encontrou na academia ser a Moka, a tendência foram eles se tornar amigos (para Tsukune, como todo homem, ele queria logo seguir adiante). Moka anda com ele de braços entrelaçados e tal. Claro que invejosos estão em todo lugar e todos ameaçaram Tsukune, especialmente um chamado Saizou Komiya.

O resto do primeiro dia foi Tsukune andando com a "vampira linda" por toda a academia e ele não acreditando que andava com uma mulher tão linda, aliás, nem mesmo conseguia acreditar que ela era uma vampira. Ela mesma explicou que se tornaria uma vampira assustadora se tirassem o rosário de seu pescoço e que a função deste era selar os seus poderes, porque ela causava muitos problemas na forma de vampira.

Entre o primeiro e segundo dia, Tsukune faz sua carta de resignação da academia. A situação era muito mais assustadora. Não valeria ficar com Moka, nem que fosse a mulher mais bonita do mundo.

Nesse tempo é ameaçado por Saizou e quando este pergunta que tipo de monstro ele era, ele diz que era um vampiro achando que por Moka ser, ela é um ser dócil e consequentemente ele também. O problema é que ele descobre que vampiro não é apenas NÃO dócil como também é um dos monstros mais fortes de todos. Claro que ele falha em provar isto.

Daí em diante o capítulo conta com a reviravolta de Tsukune ir embora e voltar pra salvar Moka, a primeira transformação de Moka (uma das cenas mais bem desenhadas não só do capítulo, como também de toda a série) e a amostra que Moka na forma de vampira é ainda mais sexy :d e também muito forte. XD

Mistura de terror com admiração XD

Na minha opinião a série começou bem. Mesmo parecendo bem fraquinha e comum, prova que não chega nem perto disso. Chega a ser até mesmo criativa mostrando monstros tentando viver em cotidiano com humanos e também exibindo vampiros que usam rosários (que deveriam tanto temer) para se transformar em pessoas comuns.

É também cômica quando mostra o desespero de Tsukune quando descobre que tá em um "ninho de cobras". Os detalhes de desenho também são muito bons. Detalha os personagens, os cenários e as expressões.

Convenhamos também que a Moka é apaixonante *.*. Ainda terei uma mulher linda com cabelos longos e lisos :/

Curiosidade: Moka lembra muito a Remi do jogo hentai True Love no físico. Coincidencia? Talvez sim, talvez não.

Para pegar ela no jogo, basta ser o primeiro entre todos os alunos no ranking de notas.
Fácil, não?

PS: True Love é FODA! :D

CAPÍTULO 2 - KURUMU DOS SONHOS SOMBRIOS (KURUMU OF BLACK DREAMS)
TRADUZIDO EXTRA OFICIALMENTE PARA: ENVOLVIDO POR UM SONHO SOMBRIO

Tarados, realizem suas fantasias.

Apesar do nome, esse capítulo seguiu também o estilo cômico do primeiro.

Nesta parte do volume, aparece uma das futuras personagens principais também, a Kurumu que é um Succubus.

Succubus são "monstras" (entre aspas porque não lembro se "monstro" tem nomenclatura feminina em português) que aparecem em sonho de homens para seduzí-los. Reza a lenda que aquele que recebe um beijo de uma Succubus, vira seu escravo para toda a eternidade. Existe uma versão masculina que age da mesma forma, chamado Incubus.

Claro que para seduzir, uma Succubus precisa parecer atraente e é exatamente isso que Kurumu é. O problema é que a Kurumu não consegue vencer a Moka em charme feminino. Convenhamos que a Moka é uma concorrente de peso.

Japonês é tarado por peitos.

Justamente pela frustração de não conseguir vencer a Moka nem mesmo sendo uma Succubus, Kurumu resolve descontar sua raiva em Tsukune e torná-lo seu escravo.

Não demora muito a perceber que o capítulo segue o mesmo esquema do primeiro. Tudo fica fodido, Tsukune remove o Rosario de Moka e esta vence Kurumu com um único golpe. Vencer não é o suficiente para Moka, que ameaça arrancar o rabo e as asas de Kurumu para que ela nunca mais possa voar de novo. Tsukune a impede, dizendo que tem certeza que Kurumu era uma boa pessoa e a Moka vampira mostra pela primeira vez seu lado egoísta, dizendo que só o salvou porque tem o melhor sangue que já chupou.

Eu ri muito com as caras de Tsukune.

Esse egoísmo dela me fez me apaixonar mais ainda =/

O capítulo foi comum. Serviu para apresentar Kurumu e não teve muitas novidades em relação ao primeiro.

É praticamente uma repetição do capítulo anterior, mas não chega a ser feito nas coxas.

CAPÍTULO 3 - PARTICIPANDO DE CLUBES (GOING CLUBBING)
TRADUZIDO EXTRA OFICIALMENTE PARA: VAMOS PARTICIPAR DOS CLUBES DE ATIVIDADES

Tarados, realizem suas fantasias²

A professora de Tsukune e Moka diz que para os monstros se acostumarem com os humanos, eles devem participar de atividades parecidas. Então todos deveriam participar de algum tipo de clube de atividades (isso é comum nos states e provavelmente no Japão. No Brasil a situação é diferente).

Claro que todos os clubes são completamente estranhos para um humano como o Tsukune e ele resolve entrar no clube de natação que parece ser o mais "normal".

Run!

Não sei se você conhece a lenda, mas vampiros tem muitas fraquezas e entre elas está a água. Tsukune não sabia disso e tentou arrastar Moka de qualquer forma pro clube com a única intenção de vê-la em trajes de banho.

Homens realmente não prestam.

O pobre Tsukune é perseguido pelas mulheres pelo seu cheiro, afinal ele é um humano. Foi o mesmo caso com a "presidente" do clube de natação, mas a última coisa que querem fazer com ele é sexo.

O capítulo se desenrola mais no drama de Moka achar que ela é uma aberração por não saber nadar (no caso não poder chegar perto da água) e esta aparece logo no momento que as mulheres do clube de natação mostram a sua verdadeira forma de sereias. Se acha que isto é bom, melhor procurar saber sobre as reais intenções de sereias.

E Moka resolve PULAR NA ÁGUA para salvar Tsukune. Um vampiro pular em água é quase o mesmo que você se jogar em um lago de ácido sulfúrico. Dai se repete o que já passou nos 2 episódios de Tsukune tirar o rosário de Moka e esta conseguir reagir mesmo dentro d'água. Após vencer facilmente as sereias no ar, Moka dá um tapa na cara de Tsukune e diz que pessoas que só pensam nelas mesmas (ou seja: egoístas) não tem razão alguma de se relacionarem com ela e que por isso ela nunca mais queria ver Tsukune.

Não sabe nadar, mas sabe mergulhar muito bem.

Hipocrisia é tudo.

No fim tudo se rearruma, Moka aparece na escola depois de desaparecer por 1 dia e age como se nada tivesse acontecido. A professora de Tsukune fala pra este que não conseguiu ninguém para entrar no clube de jornalismo, então ele e a Moka entram em tal clube (logo depois a Kurumu também, que não teve muitas participações no episódio).

Assim como o capítulo 2, este capítulo poderia ser muito menor e menos enrolativo. As únicas coisas realmente fundamentais foram a entrada do trio no clube de jornalismo e a confirmação que mesmo com a Moka por algum motivo não ter problema com a luz solar (como diz a lenda), ela continua temendo a água.

Ainda assim não chega a ser um capítulo ruim, só é mais enrolado que a demora pra passar 5 minutos em Namekusei no Dragon Ball Z.

CAPÍTULO 4 - COEXISTÊNCIA (COEXISTENCE)
TRADUZIDO EXTRA OFICIALMENTE PARA: FIQUEM AMIGOS DO SEU SENPAI, CERTO?

Safadenho. Com 2 mulheres como essas realmente é uma "vitória".

Observação: Senpai é uma palavra japonesa utilizada para "mentor".

Ao entrar no clube de jornalismo, a professora revela que não tem muito tempo para presidí-lo e deixa essa função com um aluno de segundo ano chamado Ginei Morioka ou que se auto entitula como Gin-Senpai.

Ginei parece ser um "conquistador" nato, mas na verdade é visível que é aquele tipo de pessoa que atira para todos os lados com as mulheres.

Logo Tsukune descobre que ele também é um tarado quando pede para Moka e Kurumu pendurarem uns panfletos no alto da parede e fica olhando para as calcinhas delas. Como Tsukune é burro pra desgraça, ele que acaba levando a culpa de ser o tarado (o que faz que Moka temporariamente se afaste dele).

Olha só para a cara de sonso do Gin.

Ginei tenta descobrir qual é a relação de Tsukune e Moka e ouve boatos que ela "beija" Tsukune no pescoço com frequência. Simplesmente não aceita isso e tenta piorar ainda mais a situação de Tsukune (que, como eu já disse, é burro pra caralho) convencendo facilmente ele a olhar pro vestiário feminino, tirando foto do ato e consequentemente transformando ele no tarado.

Moka, que na forma com Rosário combina bastante com Tsukune: é burra pra caralho, acaba quase sendo convencida pelo Ginei até que Kurumu salva Tsukune do lugar que foi jogado pelas mulheres que viram que ele estava espiando e diz que ela mesma estava no local e viu Ginei enganando Tsukune para tirar a foto.

Um pouco antes disso, Ginei ao ver que fracassou na conquista de Moka, resolve conquistá-la a força se transformando na sua verdadeira forma: um lobisomem. Provavelmente é a melhor revelação do episódio que lobisomens são ainda mais fortes que vampiros em todos os aspectos, porém só quando a lua cheia está no céu aberto e sem nuvens.

É bom não provocar Moka, senão...

Então que o cômico do capítulo aparece: a lua é coberta pelas nuvens e Moka vence Ginei como se fosse um monstro qualquer.

...isso acontece. Agora faça o favor de tirar essa mão da frente.

O capítulo termina no dia seguinte com a "turma" distribuindo a primeira edição do jornal da escola que prova que Tsukune não é o tarado, mas sim o próprio Ginei.

Esse capítulo já avança mais que o segundo e terceiro no enredo mostrando o clube de jornalismo e revelando que vampiros não são os mais fortes da série. Só repete no ato da vampira Moka "salvar o dia".

O problema é que fecha o volume sem "instigar" as pessoas. É como se fosse um fim de um capítulo de desenho animado.

CONCLUSÃO:

O volume 1 de Rosario+Vampire não chega a começar com o pé esquerdo, mas poderia ser muito melhor. O capítulo 1 começa bem acima da média, mas os capítulos 2, 3 e 4 ficaram exclusivos como "apresentações" mesmo.

Séries que começam fraquinhas raramente são perseguidas por "persistentes" que gostam de ler até o final. Isso deve ter prejudicado bastante a fama de R+V no Japão.

Felizmente R+V evolui e muito nos volumes seguintes. Fica menos "bobinho", mais maduro, mais sangrento e mais dramático.

Mas por agora é só. Nesses dias falarei sobre todos os volumes e capítulos que li no R+V.

Posso adiantar que: dê uma chance ao manga que você não irá se arrepender :D

Avaliação Final do Volume: 6,5 / 10 (Mediano)


-------------------------------------------------

Por hoje é só, pessoal!

Como eu disse no post de boas vindas, eu NÃO revelarei o que postarei aqui futuramente, mas darei mais ênfase ao R+V que tem 60 capítulos para avaliar.

o/

-------------------------------------------------

Créditos:
Cenas em geral: Jump Comics / Akihisa Ikeda

Cenas traduzidas: Anima Regia

2 comentários:

Ribas disse...

Me pareceu interessante... tb não sou fã de mangás, mas vou dar uma "folheada" na tela do PC!

afrojapa disse...

Will"xuxu"smith

Hah!!

taradao!!

Gun Blaze West eh beeem curto....

foi a falha depois do rurouni kenshin

Cowa!,compre no Brasil
eh curto,mas eh bom