terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Análise Jogos: Worms Armageddon (1999)


Antes de comentar sobre o jogo, tenho uma linda e emocionante história para contar:

Era 1999, maio pra ser mais exato e chego da escola a noite, cansado pra porra e não querendo ver mais nada que água e cama na minha frente.

Chego em casa e mamãe comenta para mim:

-Filho, tenho uma surpresa pra você.

BARNEY? RUN TO THE HILLS!

Bom, meu passado não conta com surpresas ruins então estava mais que emocionado. Perguntei logo o que era. E ela disse: "vá ver no seu quarto".

Antes de chegar no quarto, vejo que meu 486 continuava no quarto da empregada (é, isso mesmo. Eu tinha um 486 em 1999. Digno de choro).

Tá, eu gostava dele.

Quando então chego no meu quarto... solto um imenso:

-PUTAQUEPARIU!

Vejo lá um PC, com cara de novíssimo, monitor CRT (aqueles de bunda) de 15" e um design fascinante (para época).

Repito os "putaqueparius", e começo a soltar uns "caralhos", "meudeouls", "wow" e etc.

Eu já sabia que minha mãe pretendia comprar um novo PC, mas não sabia que ela realizaria aquilo e ainda PERTO DO MEU ANIVERSÁRIO!

Claro que meu cansaço se tornou alegria e eu liguei o bendito.

Era um Pentium 2 350 Mhz, 32 MB de RAM (!!), 8 MB de vídeo (!!) e HD de 6.4 GB (!!!)

PENTIUM DOOIIIIIIIISSSS! OH MY GOOOOOOOOOOOOODDDD!

6.4 GB!

Era parecido com esse.

Eu comentava no colégio que tinha um HD de 6.4 GB e ninguém acreditava em mim. Ainda retrucavam com: "Que mentira. Só existem HDs de até 4 GB".

"MAS É 6.4 GB, PORRA!" - dizia eu com aquela cara de: "Que porra, por que vocês não acreditam em mim? Eu não to mentindo!"

Mas voltando sobre o PC:

Mamãe tinha comprado um jogo junto, o Actua Soccer.

Eu bem que tentei, mas só achei o box de PlayStation.

Eu tava tão emocionado com o PC que nem sequer queria saber se o tal jogo era bom ou ruim. Botei lá para jogar.

E o jogo? RUIM PRA CARALHO! Tá, ok, não é tããããããão ruim assim, mas é ruim ao ponto de nem merecer um review.

E NÃO INSISTA! HUNF!

Pior que o jogo era uma completa bosta e lá estava eu, jogando todo emocionado como se fosse o melhor jogo de futebol da história.

Mas depois de uns meses trancafiados no quarto me divertindo com um jogo de bosta, eu tive outros jogos. Como Diablo 2, Age of Empires 1 e 2 e Worms Armageddon.

Viu? Cheguei ao ponto que eu queria.

Lambo, you are fucked!

Minha mãe comprou pra mim o Worms Armageddon lá pro início de 2000 (que muitos costumavam dizer que já era século 21. Que erro grotesco).

Eu nunca havia ouvido falar em Worms, não tinha a menor idéia do que era. Ela comprou mesmo porque alguns amigos meus da região comentavam que era legal. Então insisti para ela comprar.

De primeira vista o jogo não parecia mais nada que "engraçadinho" e já tive poucas esperanças nele.

Mas lá fui eu, botei o modo mais rápido de jogar o single player e iniciei.

Era EXATAMENTE isso.

Me deparo com um jogo de turnos, completamente diferente do que já tinha jogado. Não parecia tão divertido. Como minha placa de som não veio com os drivers instalados (acredite se quiser: eu jogava Actua Soccer SEM SOM AINDA!), eu nem sabia que elas ficavam falando coisinhas engraçadas.

Mas foi só começar a jogar que comecei a gostar.

O jogo era diferente do que todos que já tinha jogado. Era uma boa estratégia e convenhamos que tinha uma puta diversidade de armas comparando com outros jogos da época.

E minha emoção se tornou maior quando vi que o jogo estava em português. Jogos em português eram RARÍSSIMOS! Quem viveu essa época sabe.

Outra coisa que eu adorava no jogo era a física. Era legal atirar nas minhocas inimigas com a bazuca para ver quanto elas voavam.

ATAQUE DOS CARNEIROS FRANCESES! VÃO!

Mas essa não foi a melhor época. Afinal eu disse acima que só comprei porque meus amigos recomendaram. Não demorei a descobrir que o bendito jogava não só de 2 como até com 6 pessoas.

6 PESSOAS!

E eu conhecia mais de 6 pessoas! Resultado: reunião geral lá em casa e ainda tinha quem ficasse "de fora" esperando perdedores.

Ninguém fazia questão de esperar 20 minutos para terminar uma rodada e como era melhor de 3, com 6 times poderia levar até mesmo umas 3 horas para terminar.

Ninguém se importava de quando saísse, ficasse apenas assistindo. O máximo que reclamavam é quando havia aquelas uniões sacanas de derrotar alguém (normalmente o mais forte). E lá iam todos atirar na mesma pessoa.

Tá, era uma sacanagem imensa, mas não deixava de ser divertido.

Méééé!

Eu costumo dizer que quem não teve uma infância composta de:

-Desenhos engraçadinhos que doentes criaram fetiches e hoje você vê o estrago.
-Futebol com bola canarinho.
-Worms com 4 pessoas no mínimo para jogar.

Não teve infância.

Não teve isso? Bem, meus pêsames. Você não teve infância, apenas uma faixa "inomeável" de idade que durou quase uma década.

Mas voltando ao jogo:

Tecnicamente falando, Worms não tinha intenção nenhuma de ser apenas um jogo infantil e engraçadinho. Era bem claro que a maior das intenções do mesmo era trazer algo inovador e uma boa estratégia.

Por algum motivo o Worms 1 e a versão Director's Cut pouquíssima gente jogou e eram ótimos jogos (não tanto quanto WA, mas eram sim).

E qualquer um há de concordar que o Worms 2 só foi fazer fama depois que saiu em uma revista estilo CD Expert da vida sendo vendido por R$ 9,90 nas bancas.

Por algum motivo² o Worms Armageddon se consagrou de uma maneira tão forte em cima dos seus antepassados que até eu começar a jogar Worms 2, sabia que existia jogos antes do WA, mas achava que eles eram ruim por algum motivo, por isso não tinham feito fama.

De certo que o Worms Armageddon tinha absurdas vantagens sobre seus "prequels", mas eles não eram ruins.

Mas deixando eles de lado e focando apenas o Worms Armageddon, ele contava com:

-Suporte Single Player razoável com 5 níveis de dificuldade.
-Suporte multiplayer via internet e shared play (mesmo computador) de 2 a 6 jogadores.
-Vários modos de jogo.
-Suporte de colocar o PC jogando junto com seus amigos. Ajudava bastante quando não contava com muita gente para jogar, pena que ficou obsoleto com o passar do tempo, pois o PC era fácil demais.
-Uma estupenda trilha sonora (que, como não tinha driver da placa de som instalado, só fui ouvir anos depois).
-Efeitos sonoros fenomenais (que seguem o mesmo caso acima)!
-Gráficos bonitos. Acho que não há como discordar que eram desenhos bem feitos.

Na minha opinião, o multiplayer shared play de WA foi o que consagrou a saga. Jogos de turno em si não são tão bons, mas eles se tornam bons quando você não precisa mais do que o próprio jogo em si e sua plataforma para poder jogar com 2 ou mais pessoas.

O Worms Armageddon contava com um modo online, mas ele tinha problemas sérios:

Apenas jogos em rede. Jogos em TCP/IP só eram possíveis se você conectasse em servidores deles. Convenhamos que o WormNet sofreu problemas severos por muitos anos. Quem jogou Worms 2 online quem o diga.

Sem contar o fato que naquela época internet não era tão barata e acessível para todos.

Ou seja: qual é a função do jogo em rede se eu posso jogar no mesmo computador com amigos?

De boa que o multiplayer conta com um item a mais: a invisibilidade. Mas ela é tão inútil, que se você usasse ela, não poderia atacar, senão ficaria visível de novo.

Além do fato que se você se mover pela tela, o seu amigo (que no jogo se tornava um arqui-inimigo) poderia ver!

É, eu não estou brincando. A tela se movia junto com você e a depender da situação de como o cenário estava, seu adversário poderia te achar facilmente.

Se mesmo que não ache facilmente, ao menos era só jogar uma arma pesada, como a Granada Santa ou a dinamite para te atingir e a depender do caso, até mesmo te lançar direto para a morte.

Ou seja: as diferenças entre jogar no mesmo computador ou em rede é tão grande quanto 30 graus e calor e ainda requer um PC (ou mais) a mais!

E eu não contei o fato de que jogar em rede ainda causava um pequeno lag a cada mudança de jogador.

Será que só eu acho isso um absurdo?

Pensem o quanto quiser. Não irão me vencer.

O modo TCP/IP era legal, pois era divertido conhecer outras pessoas no globo terrestre para jogar e até mesmo para jogar com um amigo de madrugada, afinal mamãe e papai não permitiam que você ficasse gritando em plena meia noite: "TOME, PUTA! HAHAHAH!".

Acredite: naquela época era bem divertido. Ninguém ficava apenas de chamado de "noob" se errasse um tiro ou de "xiter" se acertasse de primeira.

De problemas mesmo, só a WormNet, que como eu disse acima, era uma bosta de elefante estragada. Melhorou ultimamente, mas é claro. Não tem demanda!

Enfim, voltando ao modo single:

Além do modo "destruir tudo o que puder com o máximo de minhocas possível", o jogo contava com o modo de missões, treinos e deathmatch.

O modo de missões dava uns objetivos e você tinha que ir lá pra completar. A maioria delas não era nem um pouco díficil, outras faziam você arrancar os cabelos por vários motivos: muitas minhocas pro computador, poucas armas, armas que você não tinha, mas o computador metia bala em cima de você com elas... mas não deixava de ser divertido na maioria do tempo.

O modo de treino eu considero a melhor inovação de worms. Ele ensina a você usar praticamente todas as armas. Claro que se você fosse um gamer das antigas, você não teria um padrão muito vasto, mas se você estivesse aprendendo era uma puta de uma mão na roda.

O modo deathmatch, que também era novo, servia para você dizer que era o fodão. São em média 20 níveis para você evoluir e o início é tão fácil que se você perder uma minhoca, você atira na própria cabeça (na realidade). Porém ao passar dos níveis se torna tão complicado que você tem que se esconder e atacar ao mesmo tempo. O último nível mesmo conta com 15 minhocas inimigas do maior nível do PC contra 3 suas. Parece que nos novos patches lançados, é 1 minhoca sua contra 17 do computador de nível máximo.

Sim! 1 MINHOCA SUA CONTRA 17 DO COMPUTADOR DE NÍVEL MÁXIMO!

ISSO É SUPER-MEGA-ULTRA-BASTARD-COMPLETE-SAD-HARD!

Mas até chegar lá você vai estar tão treinado que não sentirá tantos problemas, ou seja: esse modo é bem útil para você destruir seus amigos.

E eles desistirem de jogar contra você logo depois, claro.

Worms Armageddon em um netbook? OMG! OMFG!

Mas, enfim! Não há mais nada para avaliar em Worms Armageddon.

Se você por algum motivo não jogou, seja porque acha infantil demais, seja porque começou direto nas versões 3d, jogue!

Recomendo também que jogue seus antecessores e o sucessor Worms World Party. Além das 2 versões de PSP (Worms Open Warfare), que apesar de não serem tão diversificadas em armas e um pouco inferiores na jogabilidade, são em 2d. Acho que merecem seu destaque.




Infelizmente não posso avaliar as versões de Nintendo 64, DreamCast, Game Boy Color e etc, pois não joguei nessas.

Como eu quero um DreamCast...

Ah! Eu não comentei da versão PS1? Bem, de qualquer forma acho que não há muito o que comentar.

O videogame deixa bem claro suas limitações. Os gráficos são bem inferiores (quadriculados e embaçados) e o limite de minhocas e times é menor que a versão PC. O que atrapalha bastante de jogar com amigos e tira um pouco da diversão.

Esse é o WA de PS1. Lindo, não?

Em compensação é uma boa alternativa para quem quer jogar com amigos e tenha um PS1 guardado no armário.

Outro ponto forte é que fizeram algum esforço para permanecer a mesma jogabilidade e dificuldade ao menos. Isso deixou o jogo bem agradável de se jogar e pode até mesmo ser pensado em substituto em algumas ocasiões.

Há uma coisa que eu não comentei sobre a versão PC: depois do update 3.0 a Team17 perdeu o interesse de atualizar o Worms Armageddon. Isso tornou o jogo inacessível por um tempo para quem jogava no Windows XP. Em outras palavras: era necessário uma puta de uma gambiarra para rodar o jogo e ainda sem perfeição.

Então que um ser chamado DeadCode foi recrutado pela Team17. Não sei quem é o sujeito, mas provavelmente é um fã. Hooray para ele \o/

Ao passar das atualizações outro ser chamado CyberShadow entrou no meio e ajuda o tal DeadCode. Hooray para ele também \o/ \o/

O resultado não poderia ser melhor: desde então é possível mudar a língua do jogo (lembra que comentei que era em português? Só é porque ele detectava a língua do sistema), apesar de continuar detectando automaticamente.

Outros aspectos: você pode por uma resolução customizável e provavelmente não terá problemas em achar uma compatível com o seu monitor. Além de melhorar a edição de mapas, por um suporte TCP/IP (sim, finalmente!) e é claro: suporte perfeito a Windows XP (se não me engano ao vista também), a melhora na WormNet e a possibilidade de por até as armas especiais no jogo, além de várias outras vantagens.

Worms 2 e Worms World Party não tiveram esse final feliz, infelizmente. Por isso o WA tornou-se a melhor alternativa entre esses 2, ao menos para mim.

Mais um motivo para você jogar.

Tá esperando o quê?

VÁ COMPRAR ESSA PORRA!

Não vai se arrepender. Eu agarantio!

Quem nunca teve vontade?

-----------------------------------------------

Aqui termino esse GIGANTESCO review. Espero que tenha gostado.

O próximo jogo é um de PSP que garanto que muitos conhecem:

PATAPON!

PATAPOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOON!!!!!

PATA PATA PATA PON!

FEEEEEEEVEEEEEEEEEEEEEER!!

Até breve!

o/

-----------------------------------------------

Imagens retiradas de:

Não tem um site específico. Todas foram tiradas da pesquisa do google imagens. Desculpe se não listei 1 por 1.

11 comentários:

Prosinecki disse...

Porra, eu lembro que eu ganhei um pc em 98 e rolava altíssimas reuniões lá em casa pra jogar WA, e lembro também que antes disso eu tive o primeiro worms, era tão pivete que nem sequer imaginava que a missão era matar o outro, eu ficava achando que tinha que destruir as coisas do cenário, o jogo era feio demais, as minhocas pareciam que era dois quadrados, um sobre o outro, lembro também que tinha anotado todos os códigos do 2 num pedaço de papel e levava pro colégio porque sempre tinha um infeliz que pedia, enfim, bons tempos, tempos romanticos dos old-gammers

DU0 disse...

Huaehuaeuaheu bom review cara ^^
Eu tive infância entom, jogávamos de 5 pessoas na casa de um amigo que tinha um pentium 200Mhz com 64 de RAM :D
Altas noites de Worms, Doom e Mario Kart [no SNES] regadas à pepsi, pizza e chocolates *-*
lol bons tempos

Adilson Bluetooth disse...

Tua mãe é du caralho!! AISHOAIShOAIHoihAsAohsiOIHAS
Meu hj o cara vê a configuração dos PCs de 10 anos atrás e pensa, que merda eh essa? Meu Celular tem mais RAM e HD que essa merda. OAISHOIHASOIHAHSiHAOIshoiA

Lembro de perder horas em mIRC, Elifoot 98 e Pokemón Yellow em 1998/99/2000

Teu Blog tah du caralho!

Anonymous disse...

Uma verdadeira aula de historia!!! Pode ser escritor de revistas de games facil. Ou melhor, sites de analise de games, pq parece que revistas tao mortas!!
Realmente worms foi um jogo enovador, mostrando que graphicos simples podem trazer toneladas de diversao!!! Infelizmente, a busca pelo grafico ultra-realista diminuiu a possibilidade de jogos com o fator diversao como prioridade. Fine blog :)
FUUUUUUUUUUUUUUiiiiiiii!!!!

nevabowdown

Aelurio disse...

Show de bola. Essa sua historia no começo, contando como ganhou seu primeiro pc, me fez recordar quando eu mesmo ganhei o meu =_). Era 84/85 e meu tio morava na epoca em L.a e me trouxe dos states um presente... uma maquina linda e maravilhosa... um XT com o famoso processador 8088 com 4,77mhz, ele vinha com uma hd de 10 MB!!!!, com seus incriveis 256kb de ram, num monitor cga (preto e verde) e com o ms-dos 3.1 (se não me falha a memoria) instalado... quase chorei quando o vi. Passei horas e mais horas aprendendo a usar o ms-dos, fazendo meus trabalhos no edlin, qbasic, etc, instalando as novas versoes do dos... bons tempos.. snff...

Mas deixando isso de lado, passei aqui para te dizer que achei muito bom esse review do worms e lhe dar os parabens e espero que voce continue com esse otimo trabalho.

falow

ps. do xt acima citado, ainda guardo de recordação o hd, e o monitor.

Dark disse...

eu n acho impossivel jogar WOrms no Notebook...eu jogo Unreal Tournament Classic no note... ou UltraPortatil...

Eu jogava WA.. era bem legal... sempre com a Granada Santa.. eta safadeza.ahsuahsuahsu
to afim de baxar.. alguem sabe onde?

Dark disse...

Po.. eu jogo Unreal Classic no note..
e pra jogar WA.. nao tem diferença nenhuma..eu axo pois nao usa mouse... ou usa... nuss faz tanto tempo q nao jogo.. SDS.. :'(
vo baxa...ashuahsuahs

Matheus Mendes disse...

ahuahuahauhua

ótima história cara

ta de parabéns

screenshots tao de fudê

lembro que até 2004 reunia grupos de 4 pessoas e jogava worms world party
vc nem falou as diferenças entre worms 2 , worms world party e o WA...

fodaa...

Caraaa pra vc ter a idéia
Eu jogava Rainbow Six 1 DUBLADO !!!

se alguem achar na net rainbow six 1 dublado, eu viro viado!

Era raro pra caralho,infelizmente o cd se desintegrou FFFFUUUUUUUUUUUUUUUU

kkkkk

gostei mutio

Diego disse...

Bah, eu tive infância! \o/

Cara, joguei MUITO Worms, W2 e WA. Mas MUITO mesmo. O Worms original eu jogava na casa de uma amigo que tinha um 486, o W2 em casa (eu tinha, aliás, ainda tenho, um K6-2 533 com 64MB RAM, e funciona direitinho), e o WA na casa de outro amigo. Isso lá por volta de 1999~2000. Ótimo tempos aqueles.

Lembro que no início era só o Worms original mesmo, depois eu comprei o W2 e as reuniões passaram a ser aqui em casa, e quando meu outro amigo comprou WA as reuniões foram pra casa dele. Pena que essa última fase não durou tanto.

Mas enfim, Worms ainda é um puta jogo. Hoje levei meu CD do W2 pro serviço, semana que vem no horário de almoço a gurizada vai se reunir e fazer um campeonatinho. Muito tri!

Ah, muito bom teu blog.

Abraço.

Luan disse...

GENTE ALGUEM SABE COMO COLOCAR AS MINHOCAS DO WORMS QUE NEM NA QUELE SCREENSHOT? E COMO MUDAR O IDIOMA DO WORMS PARA INGLES?? O MEU VEIO EM RUSSO :'(

Fabiano Rodrigues disse...

Worms SB
Neste blog de Worms Armageddon vamos jogar onlines com os amigos, participar de torneios e campionatos
http://worms-sb.blogspot.com/